Video Games
Critics' ChoiceHeadshot Award
0comentários

Game Review: Halo – Combat Evolved

por em 18 de outubro de 2015
Detalhes
 
Tempo de Jogo

7 horas

Sinopse

Dobrada sobre a extinção da humanidade, uma poderosa irmandade de raças alienígenas conhecidas como os Covenant estão varrendo o império incipiente da terra. Você e os outros defensores sobreviventes de uma colônia espacial devastada fazem uma tentativa desesperada de atrair a frota alienígena para longe da Terra. Abatido e abandonado em um anel-mundo antigo chamado Halo, você começa sua guerra contra os Covenant. Lute pela humanidade contra um ataque alienígena enquanto você tenta desvendar os mistérios de Halo.

Série/Franquia

Halo

Diretor/Produtor

Bungie

Data de lançamento

Novembro de 2001

Avaliação do Editor
 
Jogabilidade
9.3

 
Gráfico
9.1

 
Modo Single Player
8.5

 
Modo Multiplayer
9.1

Pontuação Total
9.0

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
 
Jogabilidade
9.8

 
Gráfico
9.4

 
Modo Single Player
10

 
Modo Multiplayer
9.1

Pontuação do Usuário
4 ratings
9.6

You have rated this

 

Dia 27 está chegando e, para quem não sabe, será o lançamento de um dos jogos mais aguardados do ano, Halo 5: Guardians. Nós do Soul Geek recebemos acesso antecipado ao jogo. Entretanto, estamos sujeitos ao embargo com relação à divulgação sobre o jogo. Portanto, só poderemos publicar uma resenha completa e com nossa opinião final do jogo no dia 26. Enquanto isso, para os ânimos não esfriarem, vamos falar da saga do grande herói espartano estrela desse vasto universo: Master Chief.

Hoje iniciaremos a jornada de Master Chief no mundo dos jogos falando de sua primeira aparição nas telas em Halo: Combat Evolved.

Curiosidades

Halo era, originalmente, um projeto para ser lançado exclusivamente para Mac e estava sendo patrocinado diretamente pelo Steve Jobs. O projeto original traria um jogo de estratégia que aproveitaria o uso do mouse para controlar os soldados.

Durante uma conferência da Apple, a Bungie teve um tempo para mostrar o grande jogo. Bill Gates, que ainda estava planejando o lançamento do Xbox, viu potencial no jogo e resolveu comprar a Bungie (é.. ele achou legal o jogo e comprou a desenvolvedora. E eu com pena de dar 200,00 reais no jogo já pronto).

A Microsoft exigiu algumas modificações em Halo para que se adaptasse melhor ao seu novo console. O jogo deixou de ser tático para ser de ação. A visão mudou de terceira pessoa com distancia variável para primeira pessoa. O nome mudou de Halo para Halo: Combat Evolved.

E assim se deu o início do fenômeno que mudou o mundo dos vídeo-games para sempre e o nascimento de uma das franquias mais rentáveis da história.

Halo: Combat Evolved é um jogo de tiro em primeira pessoa (FPS) de ação e ficção científica desenvolvido pela Bungie e lançado exclusivamente para Xbox em novembro de 2001, juntamente com o console Xbox; em 2003 a exclusividade foi quebrada lançando o jogo para Windows e Mac OS X; em 2011 a edição Anniversary foi lançada para Xbox 360 com uma grande melhoria gráfica e remasterização sonora e; em novembro de 2014 junto com o pacote Master Chief Collection, para Xbox One.

Halo CE - Boxart

Arte de Halo Combat Evolved mostrando máster Chief dentro do Halo.

Visual

A Bungie entregou um dos jogos mais bonitos até então. Destacando-se nesta obra o céu, que sempre foi bonito o suficiente pra lhe fazer perder minutos de gameplay apenas apreciando. Os Covenant, grupo religioso inimigo da humanidade, possuía aliens bem trabalhados e originais. Cada um com comportamentos distintos e até mesmo classes distintas entre si. Os ambientes também eram dignos de nota. Como o jogo seria do gênero estratégia, tinha campos bem vastos e o fato de mudarem o sistema de combate não foi suficiente para mudarem o vasto ambiente cheio de natureza.

A versão de aniversário não só aumentou a resolução do jogo como renovou totalmente os gráficos. Todas as texturas e efeitos de iluminação foram retrabalhados. Temos então um jogo digno de 2011 sem ficar para trás dos jogos mais novos. O áudio também foi retrabalhado resultando em uma enorme melhoria audiovisual que dificilmente vemos em remasterizações de jogos.

Por falar em áudio, aqui temos um prato cheio. Transbordando de tão cheio. Halo possui uma das trilhas sonoras mais bonitas que já vi em jogos. Duvida? Então escuta a música do menu logo abaixo.

Jogabilidade

Halo foi diferente aqui também. Em vez de carregar dezenas de armas e toneladas de munição, só podemos carregar conosco 2 armas e 4 granadas. As munições também são bem limitadas, contudo, todo inimigo morto derruba a arma que usava e esta pode ser empunhada sem problema algum.

Master Chief possui um campo de força protetor e uma barra de vida. Quando leva algum tipo de dano, o campo de força segura até ser totalmente extinguido e, a partir daí o HP começa a ser diretamente atacado. Neste momento devemos procurar cobertura e esperar o campo de força se regenerar. Já a vida de Master Chief só pode ser recuperada com kits médicos que ficam espalhados nos locais das missões.

É possível também alguns veículos, tanto humanos quanto alienígenas. Pilotar o jipe dos humanos pode ser uma tarefa árdua à princípio, e pra mim continuou árdua até o final. Com o analógico da esquerda você acelera e freia e com o da direita você controla a visão da câmera e, consequentemente, o controle da direção do veículo. Para quem é acostumado com jogos de corrida (como 3 Forzas seguidos em um único ano) isso pode ser bem confuso.

As armas humanas são bem específicas: Pistola, rifle de assalto, rifle, escopeta, lança mísseis e granada de fragmentos. Enquanto as dos Covenant são bem variadas em questão de comportamento. Temos pistolas de plasma cujo projétil ajusta o percurso para atingir o alvo, projéteis de cristais explosivos, granadas de plasma, entre outros.

A dificuldade do jogo, em uma primeira jogatina, é amarga. Muito amarga. Mas uma vez que você já sabe o que vem pela frente e como enfrentar, a dificuldade do jogo cai pela metade. Ao todo temos 10 missões, o que em uma primeira vez devem lhe entreter por 6 ou 7 horas.

Halo CE - Comparativo gráfico

Comparativo entre Halo Combat Evolved (acima) e Halo Combat Evolved: Anniversary (abaixo).

História

Halo inicia sua história com a nave Pilar de Outono em fuga (para saber o que acontece antes que justifica a fuga temos que jogar Halo: Reach e ler o romance Halo: Fall of Reach, é o negócio é vasto, muito vasto). Ao ver a situação desesperadora, o capitão Keyes manda acordar o espartano a bordo: Master Chief. A missão de Chief é pegar Cortana, uma IA que contém informações militares valiosas, e sair da Pilar de Outono antes que seja tarde demais.

Após a fuga, Master Chief e Cortana se veem em um ambiente vasto e cheio de natureza. Mas nada de planeta. Chief e Cortana pousam forçadamente dentro do Halo. Próximo passo: Escapar de Halo. Contudo, a verdade sobre a existência desse anel imenso que paira no espaço é bem mais antiga e sombria do que se pode imaginar. Cabe então a Chief destruir o Halo com a ajuda de Cortana enquanto tudo parece ruir em volta deles.

Custo/Benefício

Halo, apesar de ser um jogo relativamente antigo, pode ser encontrado em sua versão remasterizada e em conjunto com os outros 3 jogos protagonizados por Master Chief por um preço bem camarada. Com 4 super jogos com um preço por volta de 100 reais, não há como dizer se vale ou não a pena. Certamente vale, e muito. Basta saber se você gosta ou não de jogos de tiro em primeira pessoa e se está disposto a se aventurar nessa história épica.

Minha nota para o jogo é 9.0