Nintendo 125 anos – Veja a trajetória desta companhia que faz parte de nossas vidas

por em 23 de setembro de 2014
 

Hoje, 23 de setembro é uma data muito importante para todos nós geeks, há exatos 125 anos nascia uma das maiores empresas de jogos de todos os tempos, que nos proporcionou muitas horas de diversão desde a nossa infância ate os dias atuais, sempre inovando com títulos e franquias memoráveis, a Nintendo representa cada um de nós, por isso fizemos esse mega post especial para desejar os parabéns a Big N e contar um pouquinho da história dela para vocês.

Anos Iniciais

“Deixe a sorte para o céu” é uma frase comumente associada como tradução da palavra Nintendo. Nome bem sugestivo para uma empresa de Fusajiro Yamauchi que iniciou suas atividades em 23 de setembro de 1889, há exatos 125 anos, com comércio de um jogo de cartas chamado Hanafuda (nem me perguntem como se joga isso).

MarioHanafuda

Um jogo de baralho de Hanafuda temático do Mario, legal não é?

Em 1917 a primeira sede da empresa foi construída. Em 1929 Fusajiro se aposentou deixando seu negócio nas mãos do genro, Sekiryo Kaneda.

Em 1949, quem assumiu foi o neto de Fusajiro, Hiroshi Yamauchi, que foi o responsável pela mudança da Nintendo de uma empresa que vendia cartas de baralho na maior e mais lucrativa companhia de videogames do mundo.

Hiroshi tentou diversificar a atividade da empresa entrando (no bom sentido) no ramo de motéis e trabalhando com companhias de táxi, entre outros meios menos bem sucedidos.

Somente em 1975, com o crescente sucesso dos videogames nos Estados Unidos e no Japão que Hiroshi resolveu embarcar nesse mercado. Fez uma parceria com a Magnavox para distribuir seu console Odyssey no Japão.

Em 1977, contratou Shigeru Miyamoto (já comentei sobre ele no post sobre Mario Kart, mas para quem não lembra, esse mestre Jedi foi direta ou indiretamente responsável pela criação das franquias Donkey Kong, Mario, Zelda, Metroid, etc.) como funcionário, que mais tarde criaria o jogo do Popeye (o que?). Entretanto, a Nintendo não conseguiu os direitos sobre a franquia, aproveitando assim o jogo já criado, mudando apenas os personagens. Brutus foi rebatizado de Donkey Kong, Olivia Palito de Pauline (que mais tarde virou Peach) e Popeye virou Jumpman, e em breve viraria o maior ícone de vídeo games de todos os tempos, o nosso amigo encanador bigodudo, Mario.

Donkey Kong foi lançado em 1981, e como o sucesso que foi, firmou a empresa no ramo dos vídeo games (para a nossa alegria). E agora iremos diminuir o ritmo, pois chegamos na parte boa: Os Vídeo games, veja esse infográfico que preparamos especialmente pra vocês, nele estão todos os consoles da Nintendo e os jogos mais vendido em cada console respectivamente:

Infografico-nintendo-soulgeek

Veja agora mais detalhes sobre os consoles da Nintendo:

Color TV Game

Color TV Game foi lançado para o Japão, e trazia 6 variações do jogo Pong (no caso do CTG 6 e 15 no CTG15). Juntos venderam aproximadamente 15 milhões de unidades.

Game & Watch

Lançado em 1980, o Game & Watch foi o primeiro console portátil da Nintendo e vendeu absurdos 43 milhões de unidades. Cada Game & Watch trazia um jogo específico na memória, bem como tinha seu design feito para aquele jogo, caso quisesse jogar outros jogos, era necessário comprar outros Game & Watch.

NES

Um dos consoles mais queridos da velha guarda, o Nintendo Entertaiment System, também chamado de NES e de Nintendinho foi o berço de muitas franquias que ainda hoje nos trazem alegria. São elas: Mario, Donkey Kong, Kid Icarus, Zelda…

O Nintendinho também consolidou o formato do controle, que é usado até os dias atuais: Direcional do lado esquerdo e botões de ação do lado direito. Além disso, teve o diferencial de que apenas jogos licenciados pela Nintendo eram comercializados, o que garantiu um alto nível de qualidade frente à concorrência.

Game Boy

Lançado em 1989, o Game Boy é um dos consoles mais queridos da velha guarda, junto com o NES. Trouxe o entretenimento em jogos à outro nível com jogos fantásticos como Tetris, Super Mario Land, Legend of Zelda, Metroid, entre outros.

SNES

O que o Nintendinho popularizou, o Super Nintendo firmou. Mais do que nunca, os vídeo-games estavam presentes nas casas e todas as crianças (pequenas e grandes) queriam jogar os novos jogos do Mario, Zelda, Metroid, entre outros, muitos outros. Foi aqui onde eu, aos 7 anos de idade, comecei a minha jornada como jogador de vídeo-games.

O SNES foi também o primeiro a trazer botões de ombro, os famosos L e R, outra característica que está até hoje nos controles dos consoles.

nintendo-snes-controle

Nintendo 64

Após o enorme sucesso do SNES, a Nintendo inovou novamente: Console com processador 64-bits, algo jamais visto até então. Outras coisas que o Nintendo 64 foi responsável pela popularização foram o direcional analógico e as 4 entradas para controles fazendo com que jogos que já eram divertidos com 2 players ficassem ainda melhores com 4 players. Mario Kart 64, 007 Golden Eye e Smash Bros são exemplos de jogos que utilizaram bem esse nível de multiplayer e são lembrados (e desenvolvidos) até hoje.

Game Boy Pocket, Light e Color

Com o sucesso absurdo do Game Boy, a Nintendo resolveu melhorar ainda mais trazendo o Game Boy Pocket. Um Game Boy com tamanho bem reduzido e uma tela de fundo branco (o verde da tela do Game Boy era incômodo aos jogadores). Além disso, Game Boy Pocket trouxe junto com ele uma das franquias mais fantásticas de todos os tempos: Pocket Monsters, ou, Pokémon. Isso mesmo, a primeira aparição do Pikachu foi nas telinhas do Game Boy Pocket para, um ano depois, ir às telas na forma de Anime.

Dois anos depois, uma nova versão do Game Boy foi lançado: o Game Boy Light. Agora o game boy possuía iluminação própria (parece pouca coisa agora, mas na época era top).

Logo no mesmo ano, a Nintendo lançou o Game Boy Color. Seria uma nova geração de Game Boy, entretanto não houveram muitas melhoras. Agora ele era capaz de exibir até 56 cores simultaneamente (de um total de 32 mil cores). Junto com ele tivemos outros grandes sucessos da franquia mais rentável dos portáteis: Pokemon Yellow, Pokemon Gold, Pokemon Silver e Pokemon Crystal

Nintendo GameCube

No Nintendo GameCube tivemos o inicio da interatividade entre console de mesa e console portátil (GBA), algo que só se intensificou e diversificou com o decorrer dos anos. O console foi o que menos vendeu desde o Nintendinho, resultado mais que preocupante considerando ser o que tinha o Hardware mais potente, talvez fosse hora de rever os conceitos.

Game Boy Advance

Em 2001 foi lançado o que seria relembrando por décadas: o lendário Game Boy Advance. O primeiro console portátil com processador de 32-bits (a fazer sucesso, pois o primeiro console portátil com essa tecnologia foi o Virtual Boy). Game Boy Advance, ou GBA, para os íntimos, trouxe uma infinidade gigantesca de títulos de qualidade que só ajudaram esse console a se tornar uma lenda. Tivemos Mario Kart, Legend of Zelda, Metroid, Final Fantasy, Summon Night, Castlevania, Need For Speed, entre outros, mas muitos outros títulos, sem contar os lendários Pokémon Ruby e Pokémon Sapphire, que receberão remakes para o 3DS ainda em 2014.

Mais 2 anos se passaram, e a Nintendo trouxe ao mercado o GBA SP, o mesmo console mas com algumas melhorias: Agora tínhamos bateria interna recarregável (inédito até então) e a tela voltou a ter iluminação própria (coisa que só o GB Light tinha) e um design que já trazia características do ainda por vir…

Nintendo DS

Com o fracasso de vendas que foi o Nintendo Game Cube, a Nintendo sabia que deveria trazer novas abordagens em seus novos consoles. Eis então que surge o novo Nintendo DS, com suas 2 telas (que exibiam itens diferentes dependendo do jogo) sendo uma Touch. Até então, jogos em tela touch eram uma dor de cabeça. Mas o DS conseguiu transformar isso em uma experiência mais que agradável.

Em 2006 foi lançada a nova versão do Nintendo DS, o DSLite. O DS Lite tinha a mesma função do Game Boy Pocket: Diminuir o console em dimensões, mantendo a tela e melhorando a autonomia da bateria. Acrescentando também um microfone que passou a ser utilizado em alguns jogos.

Em 2008 foi trazido à tona o Nintendo DSi, que mantinha o tamanho do Lite, mas trazia maiores telas e 2 câmeras (uma frontal e uma traseira) que eram utilizados por alguns aplicativos. Em 2009 o DSi cresceu e virou o DSiXL, que trazia exatamente as mesmas funções, mas em telas bem maiores.

Wii

Foi então que veio Satoru Iwata lançado o novo Wii com seus controles por movimento. Muitos torceram o nariz dizendo que o console era fraco, não tinha gráficos e outras coisas que as pessoas gostam de reclamar. Mas os números não mentem. Wii foi um sucesso atingindo a impressionante marca de 100 milhões de unidades vendidas.

3DS, 3DSXL e 2DS

Lançado em 2011, o Nintendo 3DS trouxe uma proposta semelhante à do DS, entretanto com alguns “pequenos” upgrades: Agora tínhamos sensores de movimento, tela com ótimo 3D que dispensa óculos, câmeras para realidade aumentada e uma loja online. Fora outros pequenos detalhes. O novo 3DS veio de cara com o Super Mario 3D Land, Legend of Zelda Ocarina of Time 3D, Star Fox 64 e Street Fighter, como poderia dar errado?

Em 2012 tivemos o lançamento do 3DSXL, cujas diferenças são o tamanho da tela (agora 90% maior), maior bateria e melhor 3D. Em 2013 foi lançado o Nintendo 2DS, onde o console deixou de lado o processador responsável pela imagem 3D, melhorando o desempenho da bateria.

Wii U

Seguindo o legado do mais que bem sucedido Wii, o Wii U apostou em maneiras diferentes de jogabilidade, trazendo agora o GamePad: Uma central de comandos inteira dentro de um único controle: temos microfone, câmera, sensores de movimento, tela touch e todos os botões que um controle que se preze deve ter.

Além disso, o Wii U aceita todos os controles que podem ser usados no Wii, ou seja: até 1 Gamepad + 4 Wii Remote. E sim, em alguns jogos é possível jogar com 5 players, a exemplo, New Super Mario Bros U, onde 4 players controlam os personagens e o quinto player influencia no cenário, criando plataformas e deixando inimigos tontos.

Novos Horizontes

No inicio de 2014, Satoru Iwata revelou em seu relatório financeiro anual um novo aparelho da Nintendo, focado em qualidade de vida e saúde. Mais uma vez a Nintendo está se diversificando para tentar aproveitar o mercado. Possivelmente conheçamos essa nova plataforma em 2015 ou 2016, só nos resta aguardar.

Satoru Iwata, pai do Wii

Satoru Iwata, pai do Wii

125 anos de Nintendo. Depois de muitas mudanças, muitas contradições, quedas e recuperações, a Nintendo conseguiu se estabelecer no mundo dos vídeo-games de uma forma jamais vista: Da lista das 10 franquias mais vendidas de todos os tempos, temos no topo Mario e Pokémon, afinal, quem não conhece ou nunca jogou algum jogo do Mario? E das listas comumente compartilhadas de jogos mais vendidos da história, cerca de 8 entre os 10 são da Nintendo.

(Imagem:DeviantArt/RevoLeGnever)

(Imagem:DeviantArt/RevoLeGnever)

De uma forma ou de outra, a Nintendo fez parte de nossas infâncias e continua fazendo parte de nossa vida adulta. E sempre que houverem novos jogos do Mario, da Zelda e dos Pokemon, estaremos comprando. Não por que queremos nos prender numa zona de segurança onde já conhecemos, mas por que temos certeza da grande qualidade dos títulos trazidos pena Nintendo.

Meu jogo favorito da Nintendo é The Legend of Zelda: Ocarina Of Time, seguido de perto pelo Pokémon Emerald. E você, caro leitor, qual seu jogo favorito?