Video Games
Critics' ChoiceMost Addicting
0comentários

Game Review – Forza Motorsport 4

por em 4 de outubro de 2015
Detalhes
 
Plataforma
Desenvolvedor
Gênero
Tempo de Jogo

140 horas

Sinopse

Uma experiência automobilística inteiramente nova. Com o Forza Motorsport 4 você obtém tudo o que você mais ama sobre carros. Corridas de tirar o fôlego, gráficos incríveis, muitos carros, pistas e desafios. Aproveite o que há de mais avançado em interação social via Xbox LIVE e experimente uma nova maneira de pilotar, através da incrível utilização do Kinect.

Série/Franquia

Forza

Diretor/Produtor

Turn 10 Studios

Data de lançamento

Outubro de 2011

Avaliação do Editor
 
Jogabilidade
10

 
Gráfico
9.5

 
Modo Single Player
9.6

 
Modo Multiplayer
9.7

Pontuação Total
9.7

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
 
Jogabilidade
8.5

 
Gráfico
10

 
Modo Single Player
10

 
Modo Multiplayer
10

Pontuação do Usuário
2 ratings
9.6

You have rated this

 

Hoje voltaremos à acelerar nas pistas ao redor do mundo em circuitos famosos, carros rápidos e corridas empolgantes. Hoje falaremos de Forza Motorsport 4.

Desenvolvido pela Turn 10 Studios e distribuído pela Microsoft Game Studios, Forza Motorsport 4 é um jogo de simulação de corrida lançado em outubro de 2011 exclusivamente para Xbox 360.

Capa do jogo trazendo a Ferrari 458

Capa do jogo trazendo a Ferrari 458

Visual

Se comparado ao seu antecessor, Forza 3 (Confira a resenha clicando aqui), Forza 4 trouxe texturas melhoradas, principalmente nos carros, que estão muito, mas muito bem feitos, uma melhor apresentação dos cenários e dos menus. O HUD agora explora linhas finas e brancas, em vez das transparências do jogo anterior. O que já havia ficado bonito ficou ainda melhor.

Forza Motorsport 4 - InGame

HUD do jogo com mapa, posição, voltas e velocímetro com linhas finas e brancas.

Temos agora mais pistas (ao todo, 26) e cerca de 500 carros para comprar e correr, indo do Abarth 131 de 1980 até o recente Bugatti Veyron.

A novidade visual vem também por conta do Autovista, onde alguns carros ficam totalmente disponíveis para sua apreciação em todos os ângulos possíveis. E o interior do veículo está incluso nisso.

As músicas de Forza 4 são boas, mas sem nenhum destaque memorável. Entretanto, no modo carreira temos agora a apresentação do Jeremy Clarkson, o então apresentador do programa Top Speed britânico. A apresentação de Clarkson também se faz presente no Autovista com comentários sobre os veículos e a história do automobilismo.

Autovista mostrando detalhes de um TVR.

Autovista mostrando detalhes de um TVR.

Jogabilidade

O jogo manteve as funções anteriores melhorando a resposta dos controles e a distribuição dos botões. Agora para utilizar a função “Retroceder” basta apertar o botão “Y”, o que é bem mais prático que utilizar o botão Back do controle. Outro botão que mudou de lugar foi o do modo da câmera, que é alterado no botão back. Ou seja, o botão que você usa esporadicamente foi para o Back e o que você usará com mais frequência (se usar) foi para o Y, tornando a jogabilidade mais prática.

Agora o retroceder pode ser desligado adicionando mais bônus de dificuldade no término de cada corrida. Fora isso, as opções de assistências continuam semelhantes ao do seu antecessor.

Agora a carreira é dividida em temporada. São ao todo 10 temporadas. A dificuldade dos bots vai aumentando automaticamente dependendo da temporada em que você se encontra e trará uma lista de pistas a serem corridas. A lista de pistas não pode ser alterada, assim, o jogo automaticamente selecionará eventos da lista de eventos que são compatíveis com o seu veículo e a pista em questão.

Lembrando que quando uma corrida é concluída no modo Turnê Mundial, ela já é marcada como realizada na lista de eventos. Desta vez temos 290 eventos com 1 a 12 corridas cada, o que dá um total de mais de 140 horas de jogo para os 100%.

Além das corridas normais, temos corridas em forma de duelo com tráfego intenso de carros, Autocross (onde passamos por portões de cones sem derruba-los no menor tempo possível), um modo boliche onde precisamos derrubar pinos para marcar pontos e as novíssimas corridas Multi-Classe, onde ocorrem 2 corridas simultaneamente com carros de classes distintas fazendo com que os dois grupos de carros se atrapalhem em determinados momentos (por exemplo, um grupo contendo 6 carros de classe S e outro contendo 6 carros de classe D). Não temos mais corridas de resistência (pelo menos não na lista de eventos) nem Drags (ainda bem).

Ganhamos mais uma opção de jogabilidade: O Kinect. Caso você o possua, pode utilizar seu corpo como controle. Com o Kinect ligado, os auxílios de aceleração e freio serão ligados (é, seu carro vai andar só) ficando em sua responsabilidade apenas o esterçamento. Para isso, você fica em posição ereta na cadeira e estica os braços para frente. O kineck reconhecerá o movimento de suas mãos girando um volante imaginário e passará os comandos para o veículo. Apesar de ser uma função interessante para os entusiastas de novas tecnologias, nem é tão prazeroso jogar assim (a menos que você queira exercitar os ombros) e não dá para elevar muito a dificuldade com relação às assistências.

O jogo também possui funções online mas, como em Forza 3, já estão praticamente abandonadas.

Custo/Benefício

Assim como seus antecessores, Forza Motorsport 4 é um ótimo jogo de corrida e até a frente do seu tempo. Contudo, atualmente já temos Forza Motorsport 6. Assim sendo, recomendo o Forza 4 para os entusiastas colecionadores que, assim como eu, querem aproveitar toda a franquia ou para quem ainda não possui Xbox One para comprar o Forza 6, já que o Forza 4 foi o último Motorsport para a plataforma.

Minha nota para o jogo é 9,7.