Video Games
Critics' ChoiceMost Addicting
0comentários

Game Review: Assassin’s Creed: Brotherhood

por em 2 de outubro de 2016
Detalhes
 
Tempo de Jogo

17 horas

Sinopse

Sempre tenho lutado sozinho. Mas apenas um homem não pode derrotar toda a ordem dos templários. Por isso recrutei meus amigos assassinos. Juntos limparemos a corrupção da face da cidade santa de Roma. Juntos, forjaremos a irmandade.

Série/Franquia

Assassin's Creed

Diretor/Produtor

Ubisoft

Data de lançamento

Novembro de 2010

Positivos

Boa história
Bons gráficos
Ótima direção de arte
Boa jogabilidade em boa parte do tempo

Negativos

Jogabilidade confusa em algumas manobras
Tempo de duraçao curto em relação ao seu antecessor

Avaliação do Editor
 
Jogabilidade
9.4

 
Gráfico
8.8

 
Modo Single Player
8.3

 
Modo Multiplayer
0.0

Pontuação Total
8.8

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
 
Jogabilidade

 
Gráfico

 
Modo Single Player

 
Modo Multiplayer

Pontuação do Usuário

You have rated this

 

Hoje passearemos pelas ruas de Roma. Mas não uma Roma gloriosa. Hoje veremos uma Roma em ruínas graças aos templários que estão sugando tudo que podem desta maravilhosa cidade. Hoje comandaremos uma irmandade para enfrentar os templários. Hoje falaremos de Assassin’s Creed: Brotherhood.

Desenvolvido e publicado pela Ubisoft, Assassin’s Creed: Brotherhood é um jogo de ação e aventura em terceira pessoa no estilo Sandbox (não linear) lançado originalmente em novembro de 2010 para Xbox 360 e PlayStation 3 (versão que possuo e joguei, e posteriormente para Windows e OS X. O jogo foi o primeiro a trazer opção de multijogador e faz parte do arco do Ezio, iniciado em Assassin’s Creed II.

assassins-creed-brotherhood-boxart

Visual

O jogo já não impressiona nos dias atuais, é claro, mas traz o que tinha de melhor no seu tempo quando o assunto é mundo aberto. Agora passamos o tempo todo em Roma, mas eles fizeram Roma merecer nossa atenção. A cidade está mais densa, mais viva e mais detalhada. O motor gráfico é o mesmo do jogo anterior com uma ligeira melhoria no polimento.

A dublagem continua boa, misturando inglês e enfiando um italiano maroto em algumas expressões. Mas a novidade é que agora temos legendas em português. A trilha sonora também manteve sua qualidade.

assassins-creed-brotherhood-in-game-2

Roma possui uma zona urbana e uma zona rural. A cidade é gigantesca!

Jogabilidade

A jogabilidade se manteve bem semelhante à do seu antecessor. Nossa adição foi a irmandade. Agora podemos recrutar assassinos pela cidade e utilizá-los no combate. Uma vez que você recrutou um assassino e ele passou pelo treinamento, uma barra próxima à da vida de Ezio irá se encher. Sempre que precisar de suporte, basta pressionar um botão e o assassino virá em seu auxílio. A medida que você recruta mais assassinos, uma segunda e uma terceira barra ficam disponíveis. Quando as 3 barras estiverem completamente cheias, é possível segurar o botão de chama-los e, após um tempo, uma chuva de flechas matará todos os inimigos da tela (bem útil, hein?).

Apesar de não termos mais Monteriggioni para administra, Ezio resolve apadrinhar Roma e reconstruí-la por completo. Podemos reestabelecer pontos turísticos (o Coliseu está entre eles), podemos reformar a cidade estruturalmente, por exemplo, consertando os aquedutos espalhados pela cidade e reabrir as lojas para que o comércio volte a prosperar.

Além de investir na cidade para sua prosperidade, temos que administrar os assassinos que recrutamos. Podemos enviá-los em missões onde ganharão experiência e dinheiro (uma parte desse dinheiro vai para Ezio). Com o passar dos níveis ganhamos pontos para distribuir em ataque ou defesa do assassino. Lembrando que apenas os que não estiverem em missão poderão lhe ajudar quando você pressionar o botão, então, mande-os sabiamente.

As missões podem ser feitas com até 5 assassinos e o nível do assassino vai determinar as chances de sucesso. A falha da missão implica na morte do assassino, fazendo com que você tenha que recrutar novos assassinos.

assassins-creed-brotherhood-in-game

Assassinos atenderão ao comando de Ezio e atacarão quem estiver por perto. Uma baita ajuda para aqueles momentos de pressão.

História

Brotherhood é uma sequência direta ao Assassin’s Creed II. Após a conversa entre Minerva e Ezio, Ezio retorna para Monteriggioni para um período de descanso. Durante este período, os Borgia atacam Monteriggioni sem o menor aviso. Ezio tenta lutar contra eles, mas a cidade acaba destruída e seu tio Mario morto diante de seus olhos antes que possa fazer algo. Ezio então foge para Roma.

Ezio já está mais velho e mais experiente que no jogo anterior. Agora é um Mestre Assassino e, como tal, pode liderar assassinos no combate e manda-los em missões pelo mundo. Nosso novo inimigo é César Borgia, que governa Roma.

Conclusão

Este capítulo da vida de Ezio é bastante curto se comparado com o jogo anterior, contudo, temos momentos importantes que demandarão revelações ainda por vir. A experiência, no entanto, é expandida pelo conteúdo secundário do jogo. Fazer 100% aqui ainda é uma tarefa árdua.

Levei um pouco mais de 17 horas para concluir o jogo com todas as missões feitas, todas as torres conquistadas e boa parte de Roma restaurada (faltaram só os pontos turísticos, que são bem caros..).

Então temos um ótimo jogo, com uma boa duração e uma boa história. Um capítulo obrigatório para quem quer saber a história de um dos assassinos mais queridos da atualidade.

Minha nota para o jogo é 8,8.