Video Games
0comentários

Game Review – Remember Me

por em 15 de maio de 2016
Detalhes
 
Tempo de Jogo

7 horas

Série/Franquia

Remember Me

Diretor/Produtor

Dontnod

Data de lançamento

3 de Junho de 2013

Avaliação do Editor
 
Jogabilidade
7.5

 
Gráfico
8.8

 
Modo Single Player
7.7

 
Modo Multiplayer
0.0

Pontuação Total
8.0

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
 
Jogabilidade

 
Gráfico

 
Modo Single Player

 
Modo Multiplayer

Pontuação do Usuário

You have rated this

 

Hoje passearemos pelos becos escuros e sujos de Neo-Paris na pele de Nilin, uma caçadora de memórias que perdeu as suas próprias. Hoje falaremos de Remember Me.

Desenvolvido pela Dontnod Entertainment (jogo de estreia da empresa francesa, que também foi a desenvolvedora de Life Is Strange) e publicado pela Capcom, Remember Me é um jogo de ação e aventura lançado em junho de 2013 para Windows, Xbox 360 e PlayStation 3, versão que possuo e joguei.

Visual

Remember Me explora o lado podre de Neo-Paris, onde passamos por esgotos e favelas indo até prédios luxuosos. O nível de detalhamento é ótimo, entregando um gráfico que atiça a capacidade dos consoles.

Por se tratar de um mundo futurista, temos alguns detalhes para se encaixarem nesta realidade. Temos robôs andando por toda a cidade, lembrando o filme Eu, Robô, propagandas holográficas por todos os lados e veículos voadores. O mundo foi muito bem representado pela Dontnod. Realmente nos sentimos no futuro e percebemos que nossos atos presentes realmente podem acabar convergindo para a realidade apresentada.

Os personagens também são bem estruturados, a dublagem é boa, apesar de ser apenas em inglês, e a trilha sonora também é muito boa, misturando música clássica com música eletrônica.

Remember Me - Nilin

Jogabilidade

Remember Me é, em grande parte, um jogo de beat ‘em up, ou seja, Nilin sai no braço contra muitos e muitos inimigos. A jogabilidade é fluida, os controles respondem bem e o jogo tem um sistema que permite ao jogador personalizar sua sequência.

As sequências são pré-definidas (por exemplo, 4x Quadrado ou Quadrado, triângulo, quadrado, triàngulo etc.). Entretanto, você encaixa os golpes que farão parte dessa sequência. A maneira de executar continua a mesma, mas o resultado é diferente. Você encaixa nas sequencias os presens de combate. Eles podem ser de regeneração, dano, resfriamento e ampliação dos presens anteriores. Quanto maior a sequência, maior o efeito dos presens.

Nilin também é capaz de realizar execuções. Nada sanguinário, mas todas bem brutais. As batalhas contra os chefes são bem legais com efeitos visuais insanos, mas em questão de dificuldade não dá pra dizer que existe algum realmente memorável ou frustrante.

Os erroristas são capazes, também, de realizar mixagens das memórias de outras pessoas. Vemos a cena e, durante a cena, aparecem pontos de falha da memória. É como se fosse aquele detalhe do ambiente que você não prestou muita atenção. Nesses detalhes você pode mexer até que a memória seja alterada, fazendo com que uma vida salva se torne uma tragédia.




Apesar de ser uma ideia bem inovadora, não podemos dizer que foi bem aproveitada. A cena corre em um determinado fluxo e você deve modifica-la para outro determinado fluxo. Não há liberdade de escolha do que mixar ou não.

De modo geral, o jogo não é fácil. Por vários trechos você vai precisar respirar fundo pra se manter calmo. Mas nada de outro mundo. Nada que algumas repetições não resolvam.

Remember Me - In Game

História

O ano é 2084 e muita tecnologia foi desenvolvida, em destaque para os implantes cerebrais responsáveis por acessar as memórias das pessoas. Sendo assim possível fazer um back up dos melhores momentos da sua vida e, até mesmo, incluir novos momentos.

Em Neo-Paris existem até lojas de memórias. Nelas, a pessoa pode apagar traumas do passado ou incluir memórias felizes. Algumas pessoas acabaram se tornando viciadas em memórias felizes e passaram a consumir compulsivamente. Graças à isso, as memórias começaram a se misturar e as pessoas já não sabiam mais quais memórias eram suas ou quais eram de terceiros. Isso fez com que o implante cerebral entrasse em conflito e causasse degeneração dos neurônios transformando as pessoas em seres que lembram zumbis.

Essas pessoas começaram a causar o caos na cidade até que a Memorize, empresa que inventou os implantes, colocou sua equipe de segurança nas ruas. Com essa ditadura por parte da Memorize, um grupo iria se levantar para se opor. Liderados por uma voz chamada Edge, os Erroristas surgiram e seus integrantes, os chamados Caçadores de Memórias, começaram a sabotar os planos da Memorize.

Os caçadores de memórias possuem um equipamento capaz de acessar o implante cerebral de terceiros, o que os permite encontrar, mixar e até mesmo deletar as memórias de seus alvos.

Nosso jogo começa com Nilin, a maior dos caçadores de memórias, em uma prisão chamada Bastilha juntamente com outros erroristas que estavam sofrendo sessões de lavagem cerebral. Nilin estava a caminho da última sessão quando a voz de Edge à traz de volta à realidade e a guia na fuga da cadeia.

Nilin agora tem que pegar o que resta de sua memória e reaprender a ser uma caçadora de memórias.

Conclusão

Remember Me é um bom jogo de ação cujo gameplay não traz muitas inovações, mas a história é bem interessante. Por se tratar de um jogo com quase 3 anos desde o seu lançamento, já pode ser encontrado por preços bem amigáveis. Então, você que está aí com seu PlayStation 3 ou Xbox 360 parado por não ter mais lançamentos, vale a pena dar uma conferida.

Minha nota para o jogo é 8.