Filmes
0comentários

Crítica: Logan

por em 27 de fevereiro de 2017
Detalhes
 
Ano de lançamento

2017

Título original

Logan

Duração

2h18m

Roteiro

David James Kelly , Michael Green

Positivos

- Atores fenomenais
- História incrível
- Ação foda
- Drama
- Trilha sonora maravilhosa
- Wolverine <3

Avaliação do Editor
Pontuação Total

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
Pontuação do Usuário

You have rated this

Sinopse
 

Em 2029, Logan (Hugh Jackman) ganha a vida como chofer de limousine, para cuidar do nonagenário Charles Xavier (Patrick Stewart). Debilitado fisicamente, esgotado emocionalmente, ele é procurado por Gabriela (Elizabeth Rodriguez), uma mexicana que precisa da ajuda do ex-X-Men. Ao mesmo tempo em que ele se recusa a voltar à ativa, Logan é confrontado por um mercenário, Donald Pierce (Boyd Holbrook), interessado na menina Laura Kinney / X-23, sob a guarda de Gabriela.

 

Acho que nunca fiquei tão ansiosa para ver um filme como aconteceu com Logan. O bom e velho Wolverine é um dos meus personagens favoritos, e eu sempre me senti frustrada com o fato de que a faixa etária dos outros filmes não permitia que ele pudesse se desenvolver plenamente. E agora, finalmente, com o coração acelerado e as mãos trêmulas, eu posso dizer: finalmente.

O ano é 2029. Logan está velho e cansado, trabalhando como chofer de limusine para ganhar dinheiro e cuidar de Charles Xavier, que está debilitado e vive em um esconderijo na fronteira mexicana. E é nessas condições que ele acaba esbarrando com a jovem Laura ou, como conhecemos, a X-23, e tem que ajudá-la. Eu hesito muito em contar qualquer outro detalhe do plot, pois eu gostaria que todos tivessem cada pequena surpresa que eu tive nesse filme, pois os detalhes importam muito para o desenvolvimento da história. O filme é longo, conta uma história muito complexa e se você assiste com atenção, consegue capturar tudo o que ele tem para dar.

O filme é violento e dramático, mas não deixa de ter seus momentos leves e engraçados, sem seguir os clichês de histórias de super heróis. No geral, não se parece nada com um filme de super herói como conhecemos. Ele mistura uma porção de gêneros em si, sendo o foco, como todos imaginam, os melhores westerns, ou filmes de “caubói”. A trilha sonora é impecável, e os trailer só dão uma pequena mostra disso. Afinal, quem não se arrepiou completamente vendo o primeiro trailer com a música “Hurt”, interpretada por ninguém menos que Johnny Cash? O filme inteiro é regado de músicas que complementam a mensagem que ele passa, e isso é magnífico.

Os atores são, em grande maioria, quem já conhecemos, mas a jovem Dafne Keen que interpreta a X-23 é a mais incrível. Essa menina tem um olhar tão expressivo que ela nem precisa falar. Inclusive, a própria coletiva de imprensa que houve aqui no Brasil com Hugh Jackman ele fala sobre isso, comentando sobre ela não ter falas no início da história e se perguntar como se daria a interpretação sem elas. Acontece que Dafne é maravilhosa, e ela pode fazer o papel que quiser na vida, porque se sem falas ela é incrível, imaginem quando ela começa a falar.

Além disso, o próprio Hugh Jackman é um excelente ator, e ele como Logan nesse filme está melhor do que nunca. Ele só vinha melhorando suas atuações, e cada filme que eu assistia com ele era um tiro, mas nesse último ele se superou. E claro, não podemos deixar Patrick Stewart de fora: Charles Xavier nunca foi tão humano, nem tão leve. Esse trio carrega o filme de maneira complexa e inteligente, envolvente. É de tirar o fôlego.

Além disso, temos a fotografia do filme, que está de encher o olho. Seus olhos irão agradecer no final, depois que você conseguir engolir boa parte da emoção que a história provavelmente vai fazer aflorar. Eu não consigo parar de dizer o quão envolvente é a história. Perdoem. Aliás, o filme só tem um detalhe que eu poderia chamar de “defeito”, mas na verdade eu gostei, e faz tudo funcionar perfeitamente, e gritou “FÃ SERVICE” bem alto pra mim, por isso eu não reclamo. Infelizmente falar sobre é spoiler, mas é só para retificar que o filme não é perfeito, mas eu amo ele como se fosse. Foi a melhor maneira para uma possível despedida do ator para o personagem.

O filme vai ter seu lançamento agora, em 3 de março, então preparem os corações.

Trailer