Filmes
0comentários

Crítica | A chegada: a melhor ficção científica que você verá esse ano

por em 24 de novembro de 2016
Detalhes
 
Ano de lançamento

2016

Título original

Arrival

Duração

1h 56min

Roteiro

Eric Heisserer, Ted Chiang

Positivos

- Fotografia incrível;
- Roteiro bem trabalhado sem falhas;
- Clima de mistério e tensão envolventes;
- Excelente atuação;
- Efeitos especiais/visuais e trilha sonora excelente;
- Nos faz refletir bastante;

Negativos

- O filme acaba...

Avaliação do Editor
Pontuação Total

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
Pontuação do Usuário

You have rated this

Sinopse
 

Após estranhas naves chegarem à Terra, a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma especialista em linguística, é procurada pelas forças de defesa norte-americanas para traduzir e auxiliar na comunicação com os alienígenas. Visando descobrir o real motivo de sua chegada ao nosso planeta, a Dra. Louise precisa de respostas para a mais importante das perguntas: "Por que eles estão aqui?".

 

Quando naves extraterrestres estacionam na terra, a primeira coisa que pensamos é: “Lá vem mais um filme de invasão alienígena, este ano já tivemos Independence Day: O Ressurgimento, a cota de destruição da Terra já não foi preenchida?”. Foi assim que pensei, afinal, fui ao cinema assistir “A Chegada” sem ao menos ter visto um trailer do filme. E olha, essa foi a melhor coisa que eu podia ter feito…

O filme pequeno, tanto em duração, como em proporções, me surpreendeu de tal forma que fiquei grudado na cadeira do cinema do inicio ao fim. Para quem não sabe, a história do filme fala que 12 naves (que parecem feijões gigantes) “estacionaram” na Terra, e é claro que nós, humanos, entram em pânico.

a-chegada-dra-loise-amy-adams




Se opondo a esse sentimento de desespero, temos a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma especialista em linguística que recebe a missão de tentar traduzir o que os seres extraterrestres “falam”. Ela se une ao Físico Teórico Gavião Arqueiro Ian Donnelly (Jeremy Renner) e juntos eles precisam conseguir extrair dos aliens uma pergunta: “por que eles estão aqui?”. Bom, basicamente a trama do filme é essa, falar mais seria dar spoilers, e haja vista que os trailers mostram tudo isso que escrevi, a experiência do filme continua intacta.




A Ficção Científica é apenas uma desculpa

jeremmy-ian-a-chegada

Tendo esses elementos em jogo, a ficção científica, o drama da invasão e os demais assuntos já saturados por Hollywood quando se abordam esses temas são colocados de lado, e vemos então um filme onde o drama de cada personagem é abordado de maneira brilhante. A interpretação de Amy Adams, Jeremy Renner e do ator premiado ao Oscar Forest Whitaker (O Último Rei da Escócia, Rogue One: Uma História Star Wars) são impecáveis. Nem consegui lembrar que Amy é a Lois Lane e Jeremy o Gavião Arqueiro.

Além disso, o filme é cheio de reflexões e mensagens positivas sobre a vida, relacionamentos e o terceiro ato é intenso, forte e explodiu minha cabeça. O diretor Dennis Villenueve acertou em cheio (mais uma vez) nesse filme, com cenas belíssimas, uma fotografia impecável, perspectivas inusitadas e um roteiro que aborda viagem no tempo e a fragilidade da vida humana de uma forma emocionante.





Ei Geek, comenta ai!

comentários

Seja o primeiro a comentar
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta