Filmes
Filme Pipoca
0comentários

As aventuras de Paddington: o filme perfeito para assistir com toda a família!

por em 17 de fevereiro de 2018
Detalhes
 
Ano de lançamento

2015

Título original

Paddington

Duração

95minutos

Roteiro

Hamish McColl; Paul King

Positivos

+ História fofa;
+ Elenco maravilhoso;
+ Trilha sonora divertida;
+ Divertido;
+ Para toda a família.

Negativos

- História clichê sobre família.

Avaliação do Editor
Pontuação Total

Deslizar para avaliar
Avaliação do Usuário
Pontuação do Usuário

You have rated this

Sinopse
 

"As Aventuras de Paddington" narra em live action a chegada e as primeiras experiências do educado, simpático e atrapalhado ursinho criado pela imaginação do escritor inglês Michael Bond, que desde os anos 1950 encanta as crianças com suas divertidas traquinagens. O ursinho crescido na floresta peruana chega à famosa estação Paddington do metrô londrino com um elegante chapéu, espírito aventureiro e uma pequena faixa no pescoço com a frase - "Por favor, cuidem desse urso. Obrigado". A generosa família Brown decide oferecer abrigo temporário a Paddington, e o ursinho logo descobre que a vida na cidade não é bem como ele imaginava.

 

Com 98% de aceitação da crítica, e 80% do público, de acordo com o Rotten Tomatoes, “As aventuras de Paddington” é o filme perfeito para assistir com as crianças. Ou até mesmo sozinho, se você gostar de histórias sobre família com ursos em CGI (eu, por exemplo, gosto).

Tudo começa com um explorador na selva peruana que esbarra com uma família de ursos e, ao invés de leva-los para Londres e transformá-los em espécies empalhados para o museu, faz amizade com eles ao perceber que possuem uma inteligência quase humana. Ele os ensina várias coisas, e se despede dizendo que, se um dia quiserem ir a Londres, sempre terão um lar com ele. Anos depois, um terremoto destrói o lar do pequeno Paddington. Sua tia, lembrando do que o explorador disse, resolve enviar o sobrinho para Londres, para que ele possa ter uma vida melhor. Mas, chegando na grande cidade, Paddington percebe que não conhece ninguém e nem mesmo sabe onde o tal explorar mora! É quando encontra a família Brown na estação de trem, e a Sra. Brown resolve ajudá-lo a encontrar um lar, apesar dos protestos do marido. Nesse meio tempo, o ursinho vai conquistando o coração deles, e aprontando muitas e muitas trapalhadas.

Paddington foi criado para uma série de livros infantis, escrita por Michael Bond, ilustrada por Peggy Fortnum e outros artistas. Sua primeira aparição foi em 13 de outubro de 1958, no livro “Um urso chamado Paddington”. Ele foi um sucesso massivo, e até hoje ele é considerado um clássico da literatura inglesa infantil.

Eu nunca li os livros, mas eu suponho que o filme faça jus ao personagem. A história é muito fofa: a família Brown é excêntrica, calorosa e muito gentil; Paddington é um urso muito peculiar, educado, viciado em marmelada, e que se esforça demais para aprender a se dar bem com todo mundo. O enredo é todo bem simples, mas tem uma vilã que é realmente assustadora, a taxidermista Millicent (Nicole Kidman). A narrativa é rápida, mas constrói bem o relacionamento entre os personagens, sabendo trabalhar bem com a antagonista do filme, que possui várias cenas para mostrar como ela é perigosa.




O filme conta com outros atores maravilhosas além da Nicole Kidman, como Sally Hawkins (recém indicada ao Oscar de melhor atriz pelo filme “A forma da água”) no papel da Sra. Brown; Ben Whishaw é o dublador de Paddington; e temos Jim Broadbent, Julie Walters, Peter Capaldi! Não é à toa que a história tenha sido bem contada, não é mesmo?!

Eu não entendo muito de paleta de cores, mas a utilizada nesse filme é linda demais. A casa dos Brown me deu muita inveja: é o lar mais lindo que eu já vi! É tudo muito colorido, com cada espaço possuindo cores que contrastam umas com as outras, tornando tudo muito agradável. As cores vermelho e azul são as mais utilizadas (duh).

A trilha sonora é simpática, e a fotografia dá muito destaque para todos os cenários bonitos de Londres, procurando manter muitos ângulos abertos, explorando o ambiente ao redor.

É legal destacar a parte técnica, pois ela casa bem com a história, que foca muito no autoconhecimento dos personagens, e trabalha a ideia de família, de lar, de acolhimento, de ajudar ao próximo. E toda a ambientação torna tudo muito acolhedor, muito peculiar e único. Com o próprio Paddington ou a família Brown.

No fim, “As aventuras de Paddington” é um filme que deveria ser assistido por todos. Você termina de assistir com um calorzinho no coração, e ansioso para assistir a continuação, que já está em cartaz nos cinemas.

Trailer: