14 melhores livros de 2014

por em 9 de dezembro de 2015
 

Nossa equipe leu bastante no ano que passou e depois de muito discutir escolhemos os 14 melhores livros lidos em 2014. Os livros aparecem em ordem aleatória para mantermos a civilidade dentro do Soul Geek ^-^”’. Então, antes que o ano acabe vamos a nossa lista de livros favoritos:

Correr ou Morrer – James Dashner

maze_runner_-_correr_ou_morrer

Correr ou morrer é o primeiro livro da série Maze Runner escrita pelo americano James Dashner. No Brasil, foi publicado pela editora Vergara & Riba. Maze Runner possivelmente é uma das melhores distopias do momento e recentemente o livro foi adaptado para o cinema. Ps.: Recomendamos o longa também! O livro foi originalmente publicado em 2008 nos Estados Unidos e desde então tem sido um sucesso de vendas. Não deixe de conferir nosso review do livro e do filme Correr ou morrer clicando aqui.

Sinopse: “Sua vida anterior já não existe mais. Uma nova se inicia. Lembre. Corra. Sobreviva. Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos. “Bem-vindo à Clareira, Fedelho”. A Clareira. Um espaço aberto cercado por muros gigantescos.

Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali. Nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém um fato altera de forma radical a rotina do lugar: chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina. Mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr…correr muito.”

A Casa de Hades – Rick Riordan

a casa de hades - rick riordan - herois do olimpo

 A Casa de Hades é o 4º volume da série Heróis do Olimpo escrita pelo americano que amo e não amo tanto mesmo tempo: Rick Riordan. Particularmente, gostei de Heróis do Olimpo desde o primeiro volume, O Herói Perdido. Infelizmente, não posso dizer o mesmo de Percy Jackson e os Olimpianos, mas essa é uma história para outro post. O que importa para esse espaço é que A Casa de Hades foi excelente e sua leitura é obrigatória para os fãs de Percy, Leo, Annabeth, Hazel, Jason, Piper, Frank, Nico, Reyna e companhia.

Sinopse: “A tripulação do Argo II enfrenta dias difíceis. Inimigos espreitam no caminho para a Casa de Hades e o moral da equipe está baixo após a perda de dois integrantes importantes em Roma. Para chegar às Portas da Morte e tentar impedir o despertar de Gaia, nossos heróis Hazel, Jason, Piper, Frank e Leo vão precisar fazer alianças perigosas, encarar deuses instáveis e combater os asseclas enviados pela sanguinária Mãe Terra para detê-los.

A situação é ainda pior para Percy e Annabeth. Após caírem no Tártaro, os dois passam fome, sede e sofrem com diversos ferimentos enquanto são caçados por vários inimigos que derrotaram ao longo dos anos e que agora surgem das sombras em busca de vingança. A única esperança da dupla de voltar para o plano mortal reside em encontrar as Portas da Morte e fechá-las de uma vez por todas. No entanto, uma legião de monstros fiéis a Gaia defende as Portas, e nem Percy nem Annabeth estão em condições de enfrentá-la.”

A Prova de Fogo – James Dashner

Prova de Fogo

Como nós dissemos Maze Runner é provavelmente uma das melhores distopias do mercado atualmente e provavelmente, por essa razão, mais um livro da série aparece na nossa lista. Ou talvez sejamos apenas viciados em distopias… será? Prova de Fogo é o segundo volume da saga que arrebatou milhares de fãs pelo mundo.

Sinopse: “o segundo volume da trilogia de James Dashner surpreende pela trama inusitada, prendendo a atenção do leitor e revelando pistas do que pode estar por trás das provas cada vez mais mortais pelas quais os adolescentes Clareanos têm que passar. No primeiro volume, Thomas e seus companheiros tiveram de vencer o Labirinto. Agora, o Deserto a que são submetidos mostra ser ainda mais traiçoeiro e letal. Em meio a um cenário de desolação, habitado por seres monstruosos, o maior desafio é decidir em quem acreditar. Sobreviva se puder.”

Star Wars: Herdeiro do Império – Timothy Zahn

Star Wars - Herdeiros do Imperio

Star Wars: Herdeiro do Império é o primeiro livro da trilogia Thrawn, escrita pelo americano Timothy Zahn. Esse primeiro volume foi publicado em 1991 no mercado americano e recebeu mais notoriedade em 2015 no mercado brasileiro provavelmente devido ao iminente lançamento de Despertar da Força, episódio VII, da série Star Wars, que estréia nos cinemas no dia 17 de dezembro deste ano. É fã de Star Wars e ainda não leu? E ainda se considera fã? Por favor, feche esse post e comece a leitura agora.

Sinopse: “Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Dath Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destróier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedi. Herdeiro do Império é considerado um dos mais importantes marcos do Universo Expandido de Star Wars.”

Cura Mortal – James Dashner

Cura mortal James Dashner

Definitivamente Maze Runner dominou nosso top 14 livros do ano. A Cura Mortal é o último volume da aclamada trilogia de James Dashner.

No Brasil, Ordem de Exertermínio aparece muitas vezes como o quarto título da saga e, em termos de data de publicação, isso está correto. Mas lá nos Estados Unidos ele é apontado como #0.5, ou seja, a história de Ordem de Extermínio se passa antes de Correr ou Morrer sendo, portanto, um “prequel” e não sequência cronológica de A Cura Mortal. Bem se você é muito fã de Maze Runner e está triste com o seu término pode ficar feliz em saber que existe previsão de lançamento de mais um livro referente à saga em 2016. Em termos de história será o #0.6, o título tem sido apresentado como The Fever Code e irá explorar a criação do Labirinto, e como todos os Gladers chegaram lá.

Sinopse: “Por trás de uma possibilidade de cura para o Fulgor, Thomas irá descobrir um plano maior, elaborado por CRUEL, que poderá trazer consequências desastrosas para a humanidade. Ele decide, então, entregar-se ao Experimento final.”

Metro 2033 – Dmitry Glukhovsky

portada_metro-2033_dmitry-glukhovsky_201412111432Mais um livro distópico/ficção científica em nossa lista. Trata-se de Metro 2033 do russo Dmitry Glukhovsky. Se você for gamer e gostar de jogos de tiro provavelmente já ouviu falar em Metro 2033. E, sim, o jogo foi inspirado exatamente nesse livro. Não deixe de conferir nossa análise completa do livro clicando aqui.

Sinopse: “Países inteiros destruídos, florestas devastadas, escassez de alimentos e água. O ser humano já não tem mais o comando sobre a Terra. Novas formas de vida a dominam. Um desastre nuclear varreu a superfície terrestre obrigando os poucos sobreviventes a uma existência sem sentido e sem esperança nos túneis do metrô de Moscou.

É nesse cenário pós-apocalíptico que Dmitry Glukhovsky traz o tema que enche o ser humano de curiosidade e incerteza: a possibilidade do fim do mundo. Metrô 2033 cria uma atmosfera caótica ao tentar mostrar como se comportaria um ser humano em um ambiente onde o que predomina é o instinto de sobrevivência.”

A Garota Silenciosa – Tess Gerritsen

a garota silenciosa - tes gerritssen

A garota silenciosa é o 9º volume da série Rizzoli & Isles da autora americana Tess Gerritsen. No Brasil, a série vem sendo publicada pela editora Record. Do nosso ponto de vista, a autora retomou sua magia, um tanto adormecida nos livros anteriores, nesse nono volume da saga. Apesar de cada volume da série começar e encerrar um caso específico, recomendamos veementemente que os livros sejam lidos na ordem, tendo em vista o desenvolvimento psicológico/emocional dos personagens. Sinceramente se você gosta de thriller/mistério a série Rizzoli & Isles é altamente recomendada.




Sinopse: “Uma mão ensanguentada é descoberta em um beco na Chinatown de Boston. Agora a detetive Jane Rizzoli, sua equipe e a patologista Maura Isles precisam localizar o restante do corpo – e identificar o cruel assassino. Mas a investigação toma rumos inesperados quando dois pelos de origem não identificada são encontrados junto ao cadáver. A dupla Rizzoli e Isles se vê diante de um novo desafio e alguém — ou algo — põe em xeque tudo em que acreditam.”

 O Último Chefão – Mario Puzo

o ultimo chefao

The Last Don, ou como no Brasil, O Último Chefão, “do Mestre, Louva-a-Deus, Mario Puzo” (acho que alguém no soulgeek é muito fã do Puzo).

Sinopse: “Vinte e oito anos após lançar seu livro mais conhecido, O poderoso chefão, Mario Puzo volta a embrenhar-se nos bastidores da máfia americana. Em O último chefão, porém, mistura ao crime organizado dois outros universos que conhece muito bem: os bastidores de Hollywood e de Las Vegas, cidades que descobriu nas últimas três décadas. ‘Trabalhei muito em Hollywood e perdi grande parte do dinheiro que ganhei lá em Las Vegas’, explica, bem-humorado, o autor dos três roteiros de O poderoso chefão, de Superman I e II e Terremoto.

Este livro conta a saga da última grande família criminosa dos Estados Unidos. Seu patriarca, Domenico Clericuzio, é um velho feroz, determinado a assegurar o futuro de seus netos numa era de apostas legalizadas, investimentos em cinema e a constante ameaça dos informantes do governo. Ele decide criar uma nova vida para seus herdeiros nas capitais do jogo e do cinema, onde fortunas legítimas são feitas rapidamente. Mas há sementes de maldade na história dos Clericuzio, plantadas pelo próprio chefão, que colocam Cross de Lena, filho do maior assassino da família, contra Dante, neto do patriarca.

Puzo cria um retrato impressionante de Hollywood (“Onde estão os verdadeiros vilões”, diz) e Las Vegas, com personagens nobres e monstruosos, para contar a história de uma família dividida. O romance traz o melhor de Puzo: uma mistura de pitadas de humor negro, sabedoria e suspense épico. O último chefão é o livro mais ambicioso do autor, resultado de cinco anos de trabalho e uma vida dedicada à pesquisa sobre as grandes quadrilhas americanas, Las Vegas e Hollywood.”

O Silmarillion – J.R.R. Tolkien

silmarillion

Nossa lista bem eclética abre alas para o mestre da fantasia: J. R. R Tolkien e sua obra O Silmarillion. Esse livro é frequentemente apontado como o mais fácil de ser lido das obras de Tolkien, e por isso é comumente indicado para introduzir os neófitos ao mundo de Tolkien.

Sinopse: “O Silmarillion, agora reeditado pela Editora WMF Martins Fontes, relata acontecimentos de uma época muito anterior ao final da Terceira Era, quando ocorreram os grandes eventos narrados em O Senhor dos Anéis. São lendas derivadas de um passado remoto, ligadas às Silmarils, três gemas perfeitas criadas por Fëanor, o mais talentoso dos elfos. Tolkien trabalhou nesses textos ao longo de toda a sua vida, tornando-os veículo e registro de suas reflexões mais profundas.”

Admirável Mundo Novo – Aldous Huxley

admiravel mundo novo

Para quem está participando do desafio literário está aqui um livro que já foi banido. Admirável mundo novo do inglês Aldous Leonard Huxley, publicado pela primeira vez em 1932, é simplesmente um clássico distópico/ficção científica.

Sinopse: “Uma sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos, na qual a mera menção das antiquadas palavras “pai” e “mãe” produzem repugnância. Um mundo de pessoas programadas em laboratório, e adestradas para cumprir seu papel numa sociedade de castas biologicamente definidas já no nascimento. Um mundo no qual a literatura, a música e o cinema só têm a função de solidificar o espírito de conformismo. Um universo que louva o avanço da técnica, a linha de montagem, a produção em série, a uniformidade, e que idolatra Henry Ford.”

 

Fahrenheit 451 – Ray Bradbury

Fahrenheit 451

Mais um livro banido e um clássico distópico: Fahrenheit 451 do norte-americano Ray Bradbury.

Sinopse: “Escrito após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1953, Fahrenheit 451, de Ray Bradubury, revolucionou a literatura com um texto que condena não só a opressão anti-intelectual nazista, mas principalmente o cenário dos anos 1950, revelando sua apreensão numa sociedade opressiva e comandada pelo autoritarismo do mundo pós-guerra.

A singularidade da obra de Bradbury, se comparada a outras distopias, como Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, ou 1984, de George Orwell, é perceber uma forma muito mais sutil de totalitarismo, uma que não se liga somente aos regimes que tomaram conta da Europa em meados do século passado. Trata-se da “indústria cultural, a sociedade de consumo e seu corolário ético – a moral do senso comum”, segundo as palavras do jornalista Manuel da Costa Pinto, que assina o prefácio da obra. Graças a esta percepção, Fahrenheit 451 continua uma narrativa atual, alvo de estudos e reflexões constantes.

O livro descreve um governo totalitário, num futuro incerto, mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TVs instalados em suas casas ou em praças ao ar livre. A leitura deixou de ser meio para aquisição de conhecimento crítico e tornou-se tão instrumental quanto a vida dos cidadãos, suficiente apenas para que saibam ler manuais e operar aparelhos.

Fahrenheit 451 tornou-se um clássico não só na literatura, mas também no cinema. Em 1966, o diretor François Truffaut adaptou o livro e lançou o filme de mesmo nome estrelado por Oskar Werner e Julie Christie.”

Jogos Vorazes – Suzanne Collins

jogos vorazes - suzane collins

Nós não vamos discutir se Jogos Vorazes, carinhosamente chamado de JV, é cópia ou não de Battle Royale, ok? Para esse pequeno espaço é importante apenas ter em mente que é um ótimo livro, aliás um dos nossos eleitos no ano de 2014, e que sem dúvida é o responsável pela fama/febre de livros distópicos na atualidade. Então apresentamos Jogos Vorazes da americana Suzanne Collins. Palmas para ele. E não posso deixar de mencionar que JV não é o meu livro favorito da trilogia, mas mesmo assim fiquei feliz em ter um representante da saga aqui na nossa lista. Arrepio sempre que leio Katniss, Peeta, Prim… e se você ainda não deu uma chance a Jogos Vorazes, por favor, dê agora.

Sinopse: “o livro narra uma luta mortal encenada por crianças e transmitida ao vivo para todos os habitantes de uma nação construída sobre as ruínas de um lugar anteriormente conhecido como América do Norte. Constituída por uma suntuosa Capital cercada de 12 distritos periféricos, a nação de Panem se ergueu após a destruição dos Estados Unidos. Como represália por um levante contra a capital, a cada ano os distritos são forçados a enviar um menino e uma menina entre 12 e 18 anos para participar dos Jogos Vorazes. As regras são simples: os 24 tributos, como são chamados os jovens, são levados a uma gigantesca arena e devem lutar entre si até só restar um sobrevivente. O vitorioso, além da glória, leva grandes vantagens para o seu distrito.

Quando Katniss Everdeen, de 16 anos, decide participar dos Jogos Vorazes para poupar a irmã mais nova, causando grande comoção no país, ela sabe que essa pode ser a sua sentença de morte. Mas a jovem usa toda a sua habilidade de caça e sobrevivência ao ar livre para se manter viva. As reviravoltas do jogo e as dificuldades enfrentadas pela protagonista levam os leitores a sofrerem junto com ela, enquanto descobrem um pouco sobre seu passado e seu relacionamento com Peeta Mellark, o outro tributo enviado pelo Distrito 12 para lutar nos Jogos Vorazes.”

O Filho de Netuno – Rick Riordan

o filho de netuno-rick riordan-herois do olimpo

Mais um livro da série Heróis do Olimpo de Rick Riordan. O filho de Netuno é o segundo livro dessa saga que mistura mitologia grega e mitologia romana e traz Percy de volta ao nosso convívio.

Sinopse: “A vida de Percy Jackson é assim mesmo: uma grande bagunça de deuses e monstros que, na maioria das vezes, acaba em problemas. Filho de Poseidon, o deus do mar, um belo dia ele acorda de um longo sono e não sabe muito mais do que o seu próprio nome. Mesmo quando a loba Lupa lhe conta que ele é um semideus e o treina para lutar usando a caneta/espada que carrega no bolso, sua mente continua nebulosa. De alguma forma, Percy consegue chegar a um acampamento de semideuses, mas o lugar não o ajuda a recobrar qualquer lembrança. A única coisa que consegue recordar é outro nome: Annabeth.

Com seus novos amigos, Hazel e Frank, Percy descobre que o deus da morte, Tânatos, está aprisionado e que Gaia pretende reunir um exército de gigantes para dominar o mundo e reescrever as regras da vida e da morte. Juntos, os três embarcam em uma missão aparentemente impossível rumo ao Alasca, uma terra além do controle dos deuses, para cumprir seus papéis na misteriosa Profecia dos Sete. Se falharem, as consequências, é claro, serão desastrosas.”

O Guia do Mochileiro das Galáxias – Douglas Adams

o guia do mochileiro das galaxias douglas adamsEu não queria colocar esse livro na lista de top livros, mas nossa equipe votou nele então relutantemente tive que colocá-lo aqui. E tudo bem, se você for geek, nerd ou apenas simpatizante a leitura desse livro é muito indicada. Ou se você simplesmente quiser saber de onde surgiu a idéia do dia da toalha ou saber de onde veio a expressão: não entre em pânico. Esse livro é obrigatório. Mas leitor, se o que você estiver estiver buscando for um livro engraçado, ou divertido, acredito que O guia do mochileiro das galáxias será tão maçante quanto uma poesia Vogon. Mas se você se interessou pela poesia Vogon pegue logo o guia e comece a leitura de um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica.

Sinopse: “Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect. A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.”

O que você achou da nossa lista? Já leu algum desses livros? E quais foram os melhores livros que você leu em 2014?